O dia Mundial da Criança celebra-se a 1 de junho. E se há coisas que podemos associar a crianças são palavras! Palavras ditas de forma errada, palavras inventadas, palavras imaginadas, palavras que se aprendem e se tornam parte de quem somos.

Como na weScribe privilegiamos palavras fomos à procura das melhores ditas pelas crianças que fazem parte da equipa. E não, não estamos a chamar-nos a todos de crianças (ainda que isso fosse um elogio).

Na verdade, numa das nossas reuniões semanais tiramos uns minutos para pedir aos membros da equipa que nos contassem as adaptações/invenções/imaginações etc. que os filhos, primos, irmãos ou eles próprios em pequenos fizeram das palavras.

O resultado? 6 palavras fofas ditas por crianças (e adultos, às vezes).

Preparados?

Leia também  10 palavras que amamos dizer de forma errada

Péu em vez de… chapéu

Esta é famosa. Praticamente toda a já criança a usou, por ser talvez um diminutivo fácil de articular.

Áua em vez… água

Pois é. Pelo menos dois elementos da equipa identificaram esta semi palavra como sendo usada por ambos em criança.

Mais alguém por aí? É só pôr o dedo no ar. Ou no teclado, vá!

Mánica em vez de…

A nossa contabilista disse que a filha usava a palavra mánica. Muitas vezes. Não achamos estranho e quase avançámos a uma só voz: Máquina.

Só que não. Ou se formos modernos #soquenao.

A menina recorria à mánica para falar de algo que não máquinas. Ou objetos.

A mánica era nada mais do que… a sua melhor amiga. Muito bem! Seria Marta? Maria? Manuela?

Não!

Mónica! A melhor amiga da menina era a… Mónica.

(Ainda hoje carinhosamente chamada de Mánica).

Leia também  As sete palavras mais bonitas em português

Gilógio em vez de…

Já que estamos numa de nomes será… Gilberto?

Não, esta é mais evidente.

Segundo a nossa responsável pela equipa de marketing (e que trata de manter este blog atualizadíssimo) o irmão, quando tinha 3 anos, dizia que queria um gilósio do micório.

Pois, é isso:

Percebe-se logo que era um relógio do Mickey.

Lejado em vez de…

De acordo com uma das nossas revisoras, em criança, sempre que queria gelado pedia um lejado.

“Um lejado de moango” era, segundo ela, o seu favorito.

Derretemos com tanta fofura.

E por fim…

Fatata em vez de…

Batata? Barata? Mulata? Não, não, não!

Esta palavra foi inventada por uma sobrinha de um dos nossos programadores (da plataforma weScribe – já conhece?). A história, segundo ele, é curta:

A menina, de uns cinco anos, acordou um dia a dizer que queria a Fatata. Em primeiro lugar pensaram que seria batata, mas não. Os gritinhos continuaram e a insistência também: Fatata, quero a fatata. Por isso, imaginaram que seria fanta e tentaram calá-la dando-lhe um sumo de laranja natural. Mas não, também não era. Fatata, quero a fatata. Seria barata? Mas a miúda nem nunca vira tal animal. Nem macaca.

O que é Fatata? Perguntavam

Até que o nosso querido programador, já na altura capaz de chegar às soluções necessárias, adiantou: será Fátima?

E não é que era?

A menina queria a… Fátima! Nada mais do que a senhora do cabeleireiro onde ela fora uma vez só.

Escusado será dizer que até hoje a cabeleireira Fátima… é a dona Fatata.

Na weScribe privilegiamos todas as palavras. Mesmo aquelas que, ditas de forma errada, são fofas, fofas, fofas e tão doces como as crianças que as dizem.

E não esqueça: guarde mais tempo para passar com elas deixando-nos a nós a tarefa de transcrever os seus ficheiros de áudio. É só contactar-nos por e-mail (info@wescribe.pt) ou registar-se na nossa plataforma, gratuitamente e sem qualquer compromisso em app.wescribe.pt

Feliz Dia da Criança!

E delicie-se com este poema de Renata Lopes Soares:

Palavras da infância

Em uma caixinha de música
Ouço a canção da Lembrança
Palavrinhas de meus filhos
No início de sua infância

Meu Deus! O que é “panca” ?
Há treze anos que não sei!
Vou perguntar novamente
Pois só seiscentas perguntei

Fala Pi.
Pi
Fala Po
Po
Fala Ca
Ca
Agora diz PIPOCA (A esperança me toca!)
Ela diz triunfante: “PICOCA”!

Amendoim é “minhoim”
Conta história é “cointola”
Mas me diz uma frase tão linda:
“Eu te amo teze holas”

Levanta é “velanta”
Momentos que não esqueço
As amigas são ” As migas”
Coca-Cola é “suco peto”!

Quando houve meu chamado
Logo responde: “tuíno”
Vem curioso e sorrindo
São coisas de menino

“Mamã” e “Papá” são sons tão gostosos
Vem chorando quando machucou
E a “mamã” dá um beijo
Pronto! O nenê já sarou!

“No no no!” Balançando o dedinho
Quando discorda da decisão
Está dizendo agora
Um convicto e firme: Não!

A pequenina só olha
Balbucia sons diferentes
humm! unhéé! uuuuh!
Ainda é um “tiquinho” de gente!

Esta caixinha de música
Onde toca tão linda canção
Todo dia da minha vida
É o meu pleno coração!

0
Comments

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *