Há uns tempos publicamos 5 vantagens de trabalhar como freelancer e o post teve grande aceitação levando a que, depois disso, recebessemos inúmeros e-mails para que abordássemos um pouco mais este assunto.

Leia também  5 vantagens de trabalhar como freelancer

Assim, hoje decidimos falar um pouco mais sobre o tema, tocando sobretudo em 2 aspetos:

  1. Vantagens em contratar freelancers;
  2. Como manter a motivação dos colaboradores freelancers.

Vamos lá?

Vantagens em contratar freelancers;

Na weScribe todos os nossos transcritores trabalham por regime freelancing. Significa isto que confiamos no trabalho de muitas pessoas que nunca vimos (ou vimos através de reuniões Skype).

Claro que para muita gente, sobretudo em trabalhos considerados mais “convencionais” isto pode parecer uma loucura. E não raras vezes há quem nos questione:

  • Como confiar no serviço de profissionais com quem nunca nos sentamos frente a frente?
  • Como organizar o seu trabalho?
  • Como saber que vão dar o seu melhor não causando prejuízos?

Bem, a resposta é fácil e traduz-se em cinco palavras:

  1. Comunicação;
  2. Avaliação;
  3. Confiança;
  4. Formação;
  5. Recompensa.

Mas antes de nos debruçarmos sobre este aspeto, gostaríamos de salientar que sim, há inúmeras vantagens em trabalhar com freelancers.

Desde logo:

1. É dispensável uma estrutura física com os custos inerentes

O profissional trabalha a partir de sua casa (ou outro local que lhe interesse) e como tal não cabe ao “empregador” adquirir ou arrendar um imóvel assim como todas as ferramentas de trabalho, designadamente mesas, computadores, cadeiras, etc.

Isto tem vantagens para ambas as partes:

  • O empregador fica dispensado destes custos;
  • O freelancer não está sujeito a deslocar-se todos os dias perdendo inúmeras horas no trânsito, por exemplo, ou a lidar diariamente com problemas provocados pela convivência diária entre trabalhadores.

2. É possível ter colaboradores de todo o país

Sim, a nós não nos interessa se o transcritor está no Algarve ou em Bragança. Pelo contrário. Privilegiamos esta disparidade de localizações uma vez que profissionais de todo o país conhecem sotaques e pronúncias… de todo o país.

E isso é fundamental num serviço como o nosso.

Claro que esta vantagem existe em outros tipos de trabalho: Ao não estar limitado aos colaboradores da zona, o empregador não fica sujeito ao talento local, podendo facilmente negociar com trabalhadores geograficamente dispersos.

(E claro que a vantagem é recíproca).

3. Possibilidade de aumentar a resposta às necessidades dos clientes para praticamente 24 horas por dia

Repare, se trabalha com profissionais que escolhem o seu ritmo e horário de trabalho, consegue obter todo o tipo de disponibilidade de trabalho.

Por exemplo, na weScribe temos transcritores que:

  • Só trabalham ao fim-de-semana;
  • Nunca trabalham ao fim-de-semana;
  • Só trabalham à noite;
  • Nunca trabalham de noite,
  • E por aí adiante.

Significa isto que a nossa capacidade de resposta aos pedidos dos clientes é quase ininterrupta.

(E mais uma vez a vantagem é recíproca).

Leia também  5 dicas para combater a procrastinação

Já a outra pergunta que se impõe é:

Como manter a motivação dos colaboradores freelancers?

Porque pode crer, é essencial ter colaboradores motivados!

Na weScribe percebemos que os transcritores mais motivados são aqueles que trabalham melhor, com mais garra, dão menos erros e estão mais dispostos a aceitar solicitações de disponibilidade.

Mas o que fazer para que isso aconteça?

1.Dar-lhes total liberdade para aceitar apenas os trabalhos com que se sentem confortáveis

Na weScribe “perguntamos” aos transcritores se querem fazer aquela transcrição, áquele preço, para entrega naquele dia. Só diz que sim quem quiser sabendo – de antemão – que não vai ter qualquer penalização se recusar:

  • A sua pontuação continua igual;
  • Continuará a ter pedidos de disponibilidade para transcrever;
  • Não será prejudicado para futuros trabalhos.

É claro que isto não se adaptará a todos os serviços. Mas a vantagem de recorrer a freelancers é essa: dada a disparidade de opções, motivações, horários, etc. não há por que penalizar profissionais que não se sintam tão motivados para um determinado serviço.

Leia também  Como transcrever de uma maneira mais eficiente - parte 2

2. Formação

É importante que ao profissional seja dada formação específica acerca do que se pretende.

Na weScribe fornecemos um guia de transcrição, com todas as regras que pretendemos que sejam seguidas e damos feedback de todas as transcrições efetuadas, explicando quais os lapsos e o que fazer para os evitar no futuro.

Isto permite que o profissional vá melhorando atingindo patamares de excelência.

Leia também  Erros ortográficos na hora de transcrever

3. Elogiar

Sim, mandamos vários e-mails elogiando e agradecendo os serviços prestados.

Sobretudo quando percebemos que o profissional se esmerou, melhorou de um trabalho para o outro ou simplesmente prestou um bom serviço.

E elogiamos porque reconhecemos que do outro lado há pessoas que gostam de sentir que aquilo que fazem tem valor.

4. Comunicar: saber ouvir

Já nos aconteceu por diversas vezes receber trabalhos

  • fora de prazo;
  • com erros;
  • sem rigor;
  • mal feitos.

Nessas alturas não vamos simplesmente à plataforma e dizemos adeus ao profissional. Tentamos, antes de mais, compreender o que se passou naquele trabalho em concreto:

  1. O áudio era ruim?
  2. O profissional calculou mal o tempo e não conseguiu entregar a horas?
  3. Surgiu um imprevisto (e não necessariamente uma doença ou algo horrível, mas sim um circunstancialismo qualquer) que impediu a entrega?
  4. O profissional não percebeu o pretendido?

Por norma contactamos o mesmo para tentar perceber o ocorrido.

Na maior parte dos casos nem sequer prejudicamos a avaliação naquele trabalho, fazendo tábua rasa do ocorrido após ouvirmos as explicações.

E mais: podemos assegurar que ao fazer isto, nos trabalhos seguintes o transcritor esmera-se muito mais e assume uma vontade maior de entregar uma boa transcrição.

5. Recompensa – Transcritor do Mês

Para além do pagamento acordado aqui na weScribe decidimos recompensar o transcritor que, em cada mês, atinge a excelência.

Para tal é pago mais vinte por cento do valor a receber.

O primeiro transcritor do mês foi a Salomé P. com uma avaliação de 5 estrelas. E ficamos muitíssimo contentes por recompensá-la dada a motivação com que aceita cada trabalho e pelo rigor com que faz os mesmos.

Todos os transcritores registados e validados na plataforma estão sujeitos a ser transcritores do mês e garantimos que é algo que nos dá imenso prazer (o dificil tem sido selecionar dado que há vários com pontuação de topo).

Se acha que tem tudo para ser transcritor weScribe pode contactar-nos.

Envie-nos o seu C.V. para info@wescribe.pt e saiba como aumentar a sua renda mensal fazendo transcrições.

E se tem ficheiros de áudio que pretende ver transcritos saiba que trabalhamos com transcritores motivados, capazes e extremamente rigorosos.

Tanto assim é que para escolhermos a primeira transcritora do mês de entre todos os habilitados, tivemos de ir aos mais ínfimos pormenores.

Vai pôr à prova a nossa motivação?

0
Comments

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *