Não há como negar. Se trabalha a fazer transcrições é bem provável que passe grande parte do seu tempo sentado, em frente ao computador e de headphones nos ouvidos. Faz parte.

Acontece que isso, em exagero, pode trazer-lhe problemas de saúde.

Já aqui falamos de alguns equipamentos básicos a ter e que são essenciais a quem transcreve.

Leia também  Dicas acerca de como transcrever de forma mais eficiente - parte 1

Mas hoje – porque acreditamos que o nosso valor assenta em cada transcritor – deixamos:

  • uma lista de 7 problemas de saúde causados por passar tanto tempo sentado; e, mais importante, na próxima sexta, vamos publicar:
  • 3 dicas para os combater

Vamos lá então?


Potenciais problemas de saúde por passar muito tempo sentado

Tudo o que é demais enjoa, já alguém disse.

E é verdade.

Passar o dia inteiro sentado numa secretária não só é altamente desconfortável como pode causar sérios problemas de saúde.

É verdade que, atualmente, muitos dos trabalhos são feitos num escritório, em frente a um computador, com tudo à mão para que não tenha de se mover: telefone, máquina de café, impressora, etc.

No entanto, a bem da sua saúde é bom que faça algumas pausas para que não venha a sofrer dos problemas que elencamos abaixo:

 

1. Obesidade

É compreensível.

O nosso corpo é uma “máquina” que precisa de se movimentar para funcionar devidamente.

Se passamos muito tempo sentados, o metabolismo fica logo mais lento. Consequentemente, será mais difícil queimar todas as calorias que ingerimos. E logo… há um aumento de peso.

 

2. Doenças Cardiovasculares

É facto estudado: se passa o dia inteiro sentado, mesmo que tire umas horas por semana para fazer exercício físico, tem uma maior probabilidade de vir a sofrer de um AVC (acidente vascular cerebral), entre outras doenças.

E porquê? Entre outros motivos, porque o sistema nervoso simpático, que é “responsável por acelerar os batimentos cardíacos, constringir vasos sanguíneos, dilatar brônquios, entre outras funções, pode ficar um tanto desregulado” (clicar para ver fonte).

E, em consequência está aberto o caminho para a hipertensão, arritmias cardíacas, enfartes do miocárdio, etc.

Do mesmo modo, a “inatividade provocada pelo excesso de tempo sentado aumenta o nível de resistência à insulina e de gordura no sangue, o que faz com que o bombeamento ocorra de maneira ineficiente pelo corpo”. (clicar para ver fonte)

Logo, se está 8 horas sentado, é normal que veja aumentar o risco de enfarte, derrame ou morte súbita.

 

3. Dores na coluna, ombros, braços, mãos, pescoço, outros

Repare: o corpo humano não foi feito para ficar parado na mesma posição durante muito tempo. E se o faz por dias seguidos, meses, anos, é normal que que se comece a verificar:

  • atrofia das fibras musculares,
  • perda de flexibilidade das articulações
  • diminuição da densidade óssea
  • osteoporose, lesões em tendões entre outros.

Basicamente, o estar parado na mesma posição faz com que os seus músculos fiquem “cansados”.

Além disso, ao estarmos sentados, os discos intravertebrais, responsáveis pelo amortecimento de impactos dos movimentos, ficam pressionados e causam inflamações nos nervos, dor nas costas e desvio postural.

Tudo isto se manifesta em dores no pescoço, braços, mãos, ombros, etc.

Tenha ainda em atenção que é muito importante manter uma postura correta, uma vez que se estiver sentado imenso tempo e, ainda para mais, “todo torto” a sua coluna é quem padece, podendo vir a sofrer de sérios problemas (e muito dolorosos) no futuro.

Leia também  Como transcrever de uma maneira mais eficiente - parte 2

 

4. Dores nas articulações

Está diretamente relacionado como problema anterior mas, dadas as queixas que ouvimos frequentemente dos transcritores, achamos importante individualizá-la.

É que o facto de passar muito tempo sentado, a trabalhar na mesma posição, leva também a que mantenha as articulações constantemente flexionadas ou estendidas durante muitas horas.

E, neste caso, a cartilagem que reveste as articulações pode ficar sobrecarregada. Além de que há uma compressão dos nervos nesta região. Qual a consequência?

Problemas que causam dores.

E dores muito fortes como aquelas provocadas por artrites e tendinites.

 

5. Má circulação sanguínea

Se fica muito tempo sentado é provável que a sua circulação do sangue seja afetada. Em consequência, pode vir a sofrer com:

  • O condicionamento da irrigação e funcionamento do cérebro;
  • O inchaço dos seus tornozelos;
  • Varizes;
  • Coágulos sanguíneos.

 

6. Problemas de fígado (e as consequências do mesmo)

Pois é. Ficar sentado muito tempo pode causar problemas hepáticos (sobretudo o aumento de gordura no fígado) que pode levar a cirrose e cancro.

Há mesmo estudos que apontam que passar entre 8 e 12 horas por dia sentado é suficiente para elevar o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 em 90%.

Ora se é certo que este tipo de problemas não surge de hoje para amanhã e não é provocado – por si só – pelo facto de estar sentado, o que acontece é que são provocados também por. Ou seja, o sedentarismo ajuda a que estes problemas surjam. É uma espécie de gatilho.

 

7. Maior risco de morte

Sim, há quem diga que para morrer basta estar vivo.

Mas a probabilidade de morte para uns é superior a outros.

No caso do sedentarismo provocado por trabalhos que exigem que esteja muito tempo sentado, o risco de morte é 50% maior do que para as pessoas que mudam de posição frequentemente.

 


 

Tudo isto não é muito agradável, pois não?

Por isso, na próxima sexta deixaremos uma lista com dicas para combater todos estes problemas.

Não perca e até lá conte-nos:

 

Tem sofrido/sofreu com algum destes problemas?

0
Comments

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *